Gravidez

Por que não há toxicosis durante a gravidez

Pin
Send
Share
Send
Send


A toxicose é considerada por muitos como um sinal obrigatório de gravidez precoce. Mérito considerável nisso pertence à mídia, em particular, cinema e televisão, onde as mulheres aprendem sobre sua gravidez somente após o vômito regular pela manhã. De fato, náuseas, vômitos, mudança nos hábitos gustativos e piora do olfato são encontrados em muitas mulheres no primeiro trimestre. Mas uma proporção significativa de mulheres grávidas nunca experimenta esses sintomas. Muitas mulheres estão seriamente preocupadas com esta questão e estão enfrentando se a ausência de toxicosis não pode falar sobre quaisquer problemas no desenvolvimento da gravidez.

Antes de decidir se a ausência de toxicosis durante a gravidez é normal, é necessário descobrir o que significa o termo “toxicosis”.

Toxicose é o vômito que ocorre repetidamente durante o dia, independentemente da refeição, acompanhado por uma mudança nas preferências gustativas, sensações olfativas, fraqueza, perda de peso corporal e, em casos graves, o desenvolvimento de cetose e acidose. Toxicose também chamada vômito grávida.

O vômito, que ocorre predominantemente com o estômago vazio e não leva à perda de peso e ao desenvolvimento de complicações, é absolutamente normal e não se aplica à toxicose. Normal para o corpo de uma mulher grávida é o agravamento do sentido do olfato e alguma mudança nas preferências de gosto (por exemplo, quando você quer salgado), não acompanhada de vômitos frequentes.

Existem 3 graus de toxicidade grávida:

  1. 1. grau fácil. É caracterizada por vômitos até 4-5 vezes ao dia. Pode haver uma ligeira perda de peso corporal (até 5% do original). Muitas mulheres grávidas notaram fraqueza, sonolência. O volume de urina é normal. Os números de pressão arterial e frequência cardíaca não diferem dos de uma pessoa saudável. Não há alterações nos valores laboratoriais. Tais fenômenos requerem só observação e passam independentemente até o fim do primeiro trimestre (12-14 semanas do termo).
  2. 2. Peso moderado. É caracterizada por vômito até 10 vezes por dia e pronuncia-se babando, resultando em perda significativa do peso corporal (cerca de 6-9%) e desidratação. Como resultado da perda de carboidratos com vômito, desenvolvem-se cetonemia, cetonúria e acidose metabólica. Distúrbios eletrolíticos são possíveis. No exame, pele seca e membranas mucosas, hipotensão, taquicardia, um ligeiro aumento da temperatura corporal são determinados. A quantidade de urina liberada por dia é reduzida. De acordo com os parâmetros laboratoriais, a acidose sanguínea é determinada (mudança de pH para o lado ácido), acetona na urina. A gravidade dos sintomas nesta fase não ameaça a vida e a saúde da gestante e do feto, mas requer tratamento médico para prevenir a progressão da desidratação, distúrbios eletrolíticos e cetogênese.
  3. 3. vômito excessivo. Nesta fase, o vômito ocorre cerca de 20 vezes ao dia, acompanhado de baba constante. Caracterizado por desidratação grave, perda de peso significativa (perda de 10% do peso corporal inicial e mais). Uma condição séria. Distúrbios consideráveis ​​de equilíbrio de água e eletrólito e todos os tipos de metabolismo (carboidrato, proteína, gordura) com o agravamento da cetoacidose desenvolvem-se. O paciente está enfraquecido. O hypotension expresso, tachycardia é característico, tegumentos secos, o acrocyanosis é possível. O volume de urina é reduzido significativamente, a anúria é possível. Com a progressão da intoxicação, ocorre falência múltipla de órgãos e o paciente morre. Esta condição requer medidas urgentes para a correção de todos os indicadores vitais.

O mecanismo da toxicidade

A toxicose é apenas uma característica fisiológica do corpo grávido. Para tal condição, a presença de enjôos matinais é típica e, se a dama não tiver sorte, e a síndrome tóxica ocorrer de forma grave, seus sintomas serão complementados por vômitos. Infelizmente, é assim que o corpo responde a processos incomuns para o nascimento de uma nova pessoa. Os sistemas femininos se adaptam gradualmente a um estado incomum, porque após a fertilização, o corpo é exposto ao estresse mais forte. Uma mulher está passando pela mais forte reforma hormonal, e as estruturas intraorganicas aprendem a existir de uma nova maneira, estão sintonizadas com as cargas duplas próximas.

Portanto, a aparência durante os primeiros três meses de doenças leves e sonolência, fraqueza e reações náuseas e vômitos é bastante natural. Todo organismo experimenta o processo de adaptação de maneira especial. Alguém não tem toxicidade no início da gravidez, no entanto, aparece depois de 20 semanas. As próprias doenças também se manifestam desigualmente - uma mulher grávida pode sofrer de náusea de manhã cedo, a outra torna-se hipersensível a vários cheiros, e a terceira também nutre o desejo irresistível de comer morangos com o gosto de arenque salgado. Organismo grávida, seus desejos e comportamento não podem ser previstos.

Causas fisiológicas de especialistas em estado de toxicidade chamam a presença de compostos de proteína de urina e surtos hormonais, estados estressantes ou tabagismo, hábitos alimentares pouco saudáveis ​​e imaturidade placentária. Também, a deficiência de vitamina, o consumo de bebidas fortes e a presença de patologia genética ou crônica na anamnésia, o humor psicológico incorreto da mulher grávida é capaz de provocar uma indisposição.

Ataques tóxicos podem ocorrer inesperadamente, acontece que a mãe ainda está acordada, e ela já está enjoada com o cheiro de ovos mexidos, que ela sempre preferiu para o café da manhã antes. O corpo em tal estado é imprevisível, engasgos podem aparecer do cheiro de café, sabão líquido ou perfume anteriormente amado. Existem muitas causas do estado tóxico, mas se não houver toxicose durante a gravidez, isso é normal, por isso não há necessidade de procurar quaisquer anormalidades quando a gestante se sente bem. Para evitar doenças tóxicas, é necessário começar a tomar os preparados vitamínicos a tempo para que o bebê não precise de nada no processo de crescimento.

Fatores provocantes da toxicidade

Os médicos identificam várias causas específicas que contribuem para o surgimento de toxicoses:

  1. Hormônios Após a concepção, o estado hormonal das mulheres muda drasticamente, durante esse período o corpo se adapta a novas circunstâncias. Uma concentração aumentada de pelo menos um dos hormônios leva a uma mudança no funcionamento dos órgãos internos, que pode se manifestar por náusea, tontura e vômito. A toxicose pode ser comparada com a TPM, porque também ocorre no contexto de alterações hormonais, embora não em escala tão grande.
  2. Objeto estranho. Se não houver toxicose durante a gravidez, a mulher só pode ser invejada. Mas na maioria das vezes essa condição ainda é encontrada na prática obstétrica. A causa dos ataques tóxicos pode ser o próprio feto. O corpo reage a ele como se fosse um corpo estranho, estranho ou um processo patológico que precisa ser eliminado. O sistema imunológico é ativado, a temperatura aumenta, preocupado com a fadiga e a sonolência, devido à luta do corpo com um objeto alienígena. Uma forte toxemia indica a rejeição do feto pelo corpo, o que pode ser muito perigoso para um bebê e requer intervenção urgente do médico.
  3. Produtos de atividade fetal. No feto, ocorrem seus próprios processos de troca de materiais, que funcionam continuamente. Os produtos residuais devem deixar a criança, o que eles fazem quando são liberados no organismo materno. Até a formação final da placenta, todos os produtos da atividade fetal entram no sangue, entram no corpo do útero, o que se torna um fator provocador de doenças.
  4. Hábitos não saudáveis O aparecimento de toxicoses durante a gravidez pode ser atribuído a maus hábitos, pois muitas mães, tendo aprendido sobre a concepção, recusam-se a fumar cigarros e consumir bebidas alcoólicas, o que afeta sua condição. Claro, desistir de vícios prejudiciais é bom. Simplesmente, a nicotina que foi ingerida regularmente não é levada do nada, então o corpo experimenta algum estresse, que se manifesta parcialmente na irritabilidade, na náusea e em outros sintomas imparciais.

A ausência de toxicosis durante a gravidez pode observar-se até na presença de fatores provocantes, só os organismos em mulheres grávidas são diferentes, por isso, reagem diferentemente ao feto.

Manifestações principais

Um estado em que não há toxicose durante a gravidez pode passar despercebido, o que não pode ser dito sobre intoxicação, porque os sintomas das doenças são distinguidos pela intensidade vívida. A princípio, a gestante percebe a falta de apetite, que pode se manifestar na relutância em comer ou em uma forte aversão a certos produtos ou ao seu cheiro. As mulheres grávidas também estão preocupadas com crises de salivação excessiva, que geralmente são combinadas com náuseas.

Um desconforto perceptível para uma mulher é trazido por uma reação inadequada do corpo a vários odores que antes eram amados, e agora se tornaram a causa do vômito, que, a propósito, é o principal sintoma da toxicose. O engasgo pode atrapalhar em certas horas ou exaurir a gravidez durante o dia. Complementa a lista de sintomas e perversões de gosto quando uma mulher grávida de repente pula no meio da noite e declara que ela precisa urgentemente comer algo incomum e terrivelmente incompatível. Às vezes, há um grande desejo de mastigar giz ou cheirar os gases de escape, comer rabanete diretamente da cama com terra e areia, o que indica o desenvolvimento de anemia.

Toxicose e sexo do bebê

Há uma opinião que é realista determinar pelo curso de toxicosis quem nasce, uma filha ou um menino. Mais precisamente, não pela toxicose em si, mas por suas manifestações individuais. Por exemplo, o gosto da mãe muda. Se uma mulher grávida puxa irreprimivelmente chocolates, sorvete e leite condensado, provavelmente dará à luz uma filha. Se a mamãe comer regularmente carne, arenque, salinidade e outros alimentos pesados, os pais precisam se preparar para o filho.

Acho que o chão e na aparência grávida. Se o rosto da mãe é suave e limpo, ela é visivelmente mais bonita durante a gravidez, então um menino nascerá. Vale a pena se preparar para a aparência de uma menina, se manchas de pigmentação aparecem na pele de uma mulher, acne e várias erupções aparecem. Em tais casos, diz-se que a filha tira a beleza da mamãe. Há também um sinal de que quando você aumenta a linha do cabelo, o crescimento abundante de pêlos acima do lábio, nas pernas ou no estômago, é preciso esperar pelo menino. Na prática, esses sinais muitas vezes não funcionam, crianças de qualquer sexo podem nascer, independentemente das preferências de gosto e aparência.

Em relação a estes, muitos estudos foram realizados, mas não houve evidências de sua lucratividade, portanto, eles não têm base científica.

As razões para a ausência de toxicosis

Gravidez sem toxemia não é de forma alguma uma exceção à regra, tais casos são bastante comuns. Mas as mulheres são tão dispostas, com a menor discrepância que começam a superar dúvidas se isso é normal. Eu devo estar doente, mas sem náusea. Segundo as estatísticas, metade das mulheres grávidas permanecem em tais dúvidas. Além disso, essas questões literalmente privam-nas do sono, tornando-as nervosas e com medo da saúde do bebê. Afinal, geralmente a gravidez está necessariamente associada a doenças características e ao desejo salgado. Se não há tais desejos, então mamãe começa a entrar em pânico, inventando vários desvios para si mesma.

Se não houver náusea e vômito, de manhã você se sentir bem e comer tudo, então está tudo bem. Isso prova que o corpo tomou o bebê perfeitamente e já está funcionando perfeitamente em paralelo com o seu desenvolvimento. A ausência de toxicosis diz que:

  • A mulher grávida tem a dieta certa,
  • É caracterizada por forte imunidade,
  • Não há patologias crônicas,
  • O bebê e o corpo têm vitaminas suficientes
  • Não há anormalidades genéticas,
  • O regime de descanso e sono é totalmente respeitado.

Portanto, é bom ou ruim que uma mulher grávida não adoeça de manhã, julgue por si mesma. Então, as mães só podem invejar que possam se preparar com segurança para o nascimento de um bebê, e a gravidez delas não é ofuscada por doenças tóxicas.

Não há resposta definitiva sobre o motivo pelo qual algumas mulheres grávidas são constantemente atormentadas por vômitos resultantes de qualquer odor agudo, enquanto outras se regozijam com a nova situação da futura mãe sem sentir qualquer doença. Os cientistas acreditam que muito aqui depende do componente psicológico. Se uma mulher planejou a gravidez, esperou pela concepção e se preparou para ela com uma atitude positiva, então a toxicose, mesmo se manifestada, fluirá quase despercebida, sem obscurecer as expectativas.

Se a concepção surgiu por acaso, a mulher não teve tempo para se preparar psicologicamente, portanto, muito provavelmente, a toxicose se manifestará por completo. Em uma teoria semelhante faz sentido. Afinal, psicologicamente, uma mulher não estava sintonizada com a concepção, de modo que o aumento dos hormônios seria mais pronunciado.

Sem toxicidade - algo está errado comigo?

Bem, se a mamãe se sente bem no primeiro trimestre de gestação, não vale a pena a experiência. A ausência de náusea diz que o organismo não desperdiçará os componentes nutricionais tão necessários para o desenvolvimento do feto. Se uma mulher grávida sofre de vômito descontrolado, seu corpo logo se esgotará, o que pode desencadear um aborto espontâneo. Você não deve procurar explicações patológicas para porque não há toxicosis, apenas aprecie a gravidez.

Há exceções em que a ausência de indisposição pode indicar estados perigosos. É necessário contatar imediatamente um ginecologista se você se incomodou com toxicosis por muito tempo, e então todas as suas manifestações repentinamente cessaram. Tal sintoma pode sinalizar morte fetal. Se, juntamente com a cessação súbita da toxemia, a mamãe notou dor na região lombar e uterina, e aparecerem manchas avermelhadas da vagina, você deve correr imediatamente para o LCD, porque sintomas semelhantes geralmente indicam um aborto espontâneo ou uma gravidez perdida.

By the way, a ausência de toxicosis precoce não garante que não haverá gestose. Portanto, regozije-se na ausência de doenças tóxicas e condições confortáveis ​​para o desenvolvimento do bebê. E sempre sintonize o melhor.

O que é toxicosis e porque ocorre?

Toxicose é um sentimento enjoativo que está associado à função fisiológica do corpo que carrega o fruto. Na maioria das vezes, uma mulher está doente de manhã. Em casos graves, a náusea se transforma em vômito. Tal é a reação do organismo à vida que se origina nele.

O fundo hormonal da mulher sofre fortes mudanças, as estruturas intra-uterinas são rearranjadas para funcionar de modo dual. Portanto, nos primeiros três meses é possível um ligeiro mal-estar, sonolência, fraqueza e náusea. O organismo de uma mãe expectante é individual, portanto a toxicose pode ocorrer em alguém que não está nos estágios iniciais da concepção, mas após 20 semanas de gestação.

Informação de fundo! No nível fisiológico, a intoxicação ocorre devido à presença de compostos proteicos na urina e a surtos hormonais associados. Experiências estressantes, estresse, tabagismo e desnutrição também precedem esse estado.

Causas da presença ou ausência de toxicose

A toxicidade pode ocorrer devido à presença de vários fatores:

  • Ajuste hormonal. O organismo é forçado a adaptar-se às novas condições de seu funcionamento. Com uma concentração aumentada de pelo menos um dos hormônios, há uma mudança no trabalho de todos os órgãos internos. Esta condição é manifestada por náusea, tontura e fraqueza.
  • A reação do corpo a um objeto estranho. Há uma opinião de que em algumas futuras mamães o corpo percebe a vida originada neles como um ataque ao trabalho habitual dos sistemas e órgãos. O sistema imunológico é ativado, a temperatura sobe. A luta do corpo contra o corpo estranho leva a uma náusea severa. Em casos graves, com vômitos insuportáveis, a intervenção urgente por um médico é necessária.
  • Produtos de atividade fetal. Desde os primeiros dias no corpo nascente, ocorrem seus próprios processos de troca de materiais, que funcionam sem parar. Todos os elementos desnecessários são liberados no organismo materno, entram no sangue e saem para o corpo do útero. Esta é a razão para as doenças da futura mãe. Isso continua até que a placenta esteja completamente formada.

O que é toxicosis durante a gravidez

Toxicose é um processo que se manifesta sob a forma de crises de náusea e engasgos. Esta é a reação do corpo ao desenvolvimento dentro do feto. Segundo os cientistas, é como se ele estivesse tentando se envenenar, considerando que o futuro bebê seria um corpo estranho e perigoso. Pela primeira vez tais sintomas ocorrem, por via de regra, em 5-6 semanas da gravidez, mas podem ocorrer até antes do atraso do ciclo menstrual.

Почему нет токсикоза в первом триместре

Стоит понимать, если на 5-6 неделе у беременной женщины симптоматика токсикоза не наблюдается, это еще не значит, что в последующие 7-8 недель она не проявится. Без качественного планирования беременности тошноты в первом триместре вам избежать не удастся.

A ausência de toxicose é conseqüência de:

  • nutrição balanceada
  • bom sono
  • sistema imunológico forte
  • falta de predisposição genética e doenças crônicas ou negligenciadas.

Bom ou ruim

Especialistas dizem que a ausência de náusea e engasgos durante o primeiro trimestre da gravidez é normal. Este é um sinal para o corpo que:

  • a futura mãe toma vitaminas e minerais na quantidade necessária pelo corpo,
  • sua dieta consiste em comida de qualidade,
  • a mulher não se esquece do sono e do repouso, não permite sobrecarga do sistema nervoso,
  • Ela se preocupa com a saúde, não tem doenças e patologias genéticas.

Assim, se a náusea e o vômito não o atormentarem no primeiro trimestre, isso é um bom sinal. Seu corpo é saudável e não percebe o bebê como uma ameaça à sua própria integridade.

Quem vai nascer se não houver toxemia: sinais folclóricos

Existe até uma opinião entre as pessoas de que pela presença ou ausência de toxicosis pode ser determinado quem será: um menino ou uma menina. As pessoas mais velhas dizem: “Náusea grave - uma filha nascerá. O menino não teria causado tal tormento ". Segundo os cientistas, tudo depende da causa da toxemia.

Se é uma questão de gonadotrofina coriônica, então o presságio popular é confirmado. Este hormônio é mais no sangue das mulheres que estão carregando meninas. Se a causa não está relacionada aos hormônios, então o sexo da criança pode ser qualquer coisa. Segundo as estatísticas, apenas 56% das mulheres que sofrem de náuseas, tornaram-se felizes mães de filhas. Ao realizar pesquisas por cientistas, as causas de náuseas e vômitos em mulheres grávidas não foram determinadas.

A toxicose é uma condição opcional para o curso da gravidez, mas sim uma patologia. Sua ausência sugere que uma mulher come corretamente, descansa e presta a devida atenção à própria saúde. Lembre-se, para evitar náuseas no primeiro trimestre, só ajudará a preparação de alta qualidade do corpo para suportar o bebê.

Pin
Send
Share
Send
Send