Gravidez

O que fazer se durante a gravidez um ESR não corresponder à norma - como normalizar o indicador

Pin
Send
Share
Send
Send


Um grande número de exames diferentes durante a gravidez não é um capricho dos médicos. Assim, mudanças bioquímicas e fisiológicas no corpo da futura múmia são controladas.

No tempo, os desvios detectados permitem identificar rapidamente possíveis patologias e prevenir efeitos indesejáveis ​​e complicações.

Métodos de pesquisa simples, mas bastante informativos incluem teste de sangue clínico. Ele permite avaliar os indicadores quantitativos de partículas de sangue e sua viabilidade.

Sobre o quão ativo e em que condição os eritrócitos residem, mostra a velocidade de sua sedimentação no estudo do sangue.

A taxa de VHS durante a gravidez

Para avaliar a composição do sangue, uma mulher grávida é recomendada a doar sangue várias vezes.

No estado natural do sangue humano é atualizado rapidamente, e durante a gravidez, as reações bioquímicas são significativamente aceleradas sob a influência de alterações hormonais e fisiológicas.

Portanto, as contagens sanguíneas são analisadas:

• até 12 semanas de gravidez

• da semana 20 à semana 22,

• diretamente no período pré-natal.

Além de identificar indicadores quantitativos de partículas de sangue, a taxa de sedimentação dos glóbulos vermelhos é necessariamente analisada. Este indicador é refletido nos resultados de estudos como ESR.

Pela rapidez com que os glóbulos vermelhos se precipitam durante o diagnóstico, pode-se julgar sua atividade e integridade.

Os eritrócitos são confiados pela natureza com uma função importante.. Eles são responsáveis ​​pela entrega de nutrientes e trocas gasosas no corpo. A hemoglobina em sua composição, que fornece a cor vermelha do sangue, atrai o oxigênio e o entrega a todas as células.

A ausência do núcleo e o elástico natural permitem que os glóbulos vermelhos penetrem nos capilares esmagados.

São os glóbulos vermelhos do sangue materno que fornecem ao bebê o necessário nutrição e oxigênio.

A vida útil das células ativas não é muito longa. Depois de cumprir sua idade, que não excede 120 dias, eles morrem no fígado ou no baço.

Em seu lugar vêm novas células que se originam na medula óssea. Células adultas estão suspensas no sangue.

Eles não atraem e não podem ficar juntos, devido à sua carga negativa.

Entrando em um ambiente não natural, os eritrócitos sob a força da gravidade começam a se estabelecer lentamente, separando-se do plasma e precipitando-se.

Primeiro de tudo, células danificadas e fracas são depositadas, bem como aquelas que mudam de carga sob a influência da fibrina, que aumenta significativamente no sangue durante processos inflamatórios e ativos no corpo.

Além disso, durante inflamações no sangue, anticorpos e proteínas especiais que são capazes de se ligar aos glóbulos vermelhos são produzidos em grandes quantidades. Tal simbiose aumenta o peso dos glóbulos vermelhos, e eles, sob sua própria gravidade, tendem para o fundo do vaso.

Partículas vermelhas viáveis, com carga negativa, mantêm seu estado suspenso por muito mais tempo e são capazes de resistir ao processo natural.

Pelo fatoQuantos eritrócitos irão precipitar em uma hora, fixe a velocidade de sua sedimentação.

Para simplificar a contagem, o sangue retirado da corrente sanguínea é colocado em um vaso estéril na forma de um tubo de ensaio. Para evitar a coagulação, adicione citrato de sódio.

Durante uma hora, o líquido é assentado, após o que a altura da coluna formada pelos eritrócitos assentados é fixa.

Para uma mulher saudável são considerados desempenho normalnão superior a 15 ml. Durante a gravidez, a VHS pode diferir, o que não é um sinal de patologia. No sistema circulatório durante a gravidez tem uma carga significativa. Por conseguinte, ocorrem mudanças na estrutura do sangue. A atividade dos eritrócitos reflete-se no aumento das necessidades de nutrientes e oxigênio, bem como nas mudanças no equilíbrio hormonal e nas habilidades imunológicas.

Portanto, o VHS durante a gravidez será um pouco maior. Com um aumento da carga no corpo, a taxa de sedimentação das partículas vermelhas também aumenta.

Portanto, não deve causar indicadores de alarme de VHS na gravidez:

• no primeiro trimestre, na faixa de 15 a 20 ml / h

• no meio da gravidez: 20-25,

• mais perto do parto: 45–60.

Dinâmica de mudanças ESR durante a gravidez em cada mulheré individual.

O indicador pode diminuir ligeiramente após a concepção e mudar durante a gravidez não de forma dinâmica, mas em etapas.

Muitas vezes, o indicador é mantido dentro do intervalo normal ou diminui ligeiramente durante meio ano, e imediatamente no terceiro trimestre ele começa a crescer.

Portanto, é impraticável tirar conclusões sobre os indicadores "negativos" das análises com base em uma pesquisa.

O que o aumento do VHS significa durante a gravidez?

Taxas elevadas de VHS durante a gravidez nem sempre sinalizam processos patológicos.

Os resultados do teste podem ser afetados por condições fisiológicas naturais.

Um salto temporário na VHS durante a gravidez pode ser observado:

1. Sob a influência do estado emocional das mulheres. Sob a influência do estresse, experiências, hormônios do medo são produzidos glândulas supra-renais, o que afeta a composição química do sangue.

2. Depois de comer. Portanto, todos os testes são recomendados para passar com o estômago vazio. Se uma mulher grávida conseguiu satisfazer sua fome com chá doce ou um sanduíche, você não deve confiar nos resultados dos testes.

3. Em altas temperaturas ambientes. Se o sangue fosse levado para uma sala com temperatura superior a + 270 ° C ou uma mulher tomasse um banho de sol ou uma ducha quente demais antes do diagnóstico, os glóbulos vermelhos do sangue se comportariam de maneira não natural.

Para excluir um resultado falso-positivo, conduza reexame.

Mais perto do nascimento no sangue, comece o fibrinogênio ativo. O corpo está se preparando para o trabalho.

Para prevenir os efeitos de possíveis sangramentos, o sangue realmente muda sua estrutura.

Portanto, os indicadores de VHS, mesmo chegando a 60 mm, não causam problemas médicos.

Para principais razões O aumento do VHS durante a gravidez inclui problemas com a hemoglobina.

Anemia ferropriva - Uma ocorrência bastante frequente durante a gravidez. Isto é devido ao aumento da demanda de oxigênio, acompanhado por ingestão insuficiente de nutrientes.

A mesma reação corporal é observada em adeptos de alimentos vegetais. A falta de proteína animal priva o corpo de alguns aminoácidos essenciais envolvidos na formação do sangue.

Além disso, um aumento na VHS durante a gravidez pode ser registrado:

• para resfriados

• em patologias inflamatórias e infecciosas dos órgãos urinários,

• para problemas intestinais,

• sob a influência de doenças reumatológicas,

• no período pós-traumático ou pós-operatório,

• para sangramento de origem diferente,

• sob a influência de formações oncológicas,

• com diabetes e colesterol alto,

• com infecções infecciosas de várias etiologias.

Os eritrócitos não se recuperam imediatamente após a doença. Pode levar até duas semanas para atingir níveis normais após doenças sazonais virais ou bacterianas.

Portanto, nas análises realizadas após a recuperação da mulher, algum tempo de VHS durante a gravidez terá valores elevados.

Causas de uma diminuição da VHS durante a gravidez

O VHS pode diminuir durante a gravidez. naturalmentesem quaisquer razões patológicas. Imunidade de uma mulher após a concepção enfraquece e isso pode afetar as contagens sangüíneas. Portanto, ligeiros desvios para baixo não são sinais assustadores.

Com uma diminuição da VHS durante a gravidez, as mulheres alimento de baixa caloria e experimentando com várias dietas desequilibradas. A mesma reação é observada em mulheres grávidas, propensas a freqüentes neurose.

Aumento da viscosidade do sangue e alguns medicação.

Patologias nas quais há uma diminuição persistente da VHS estão associadas a processos auto-imunes no corpo e a rupturas na formação de sangue.

Tais patologias são mais frequentemente crônicas.

Portanto, uma mulher sabe sobre sua presença antes da gravidez.

Estudos adicionais na detecção de anormalidades da VHS durante a gravidez

Embora ESR durante a gravidez e refere-se a indicadores informativos, não é evidência direta da presença de patologia.

Portanto, tendo visto desvios de normas geralmente aceitas como resultado de análises, é muito cedo para soar o alarme e tirar conclusões negativas.

Para excluir um resultado falso-positivo, o re-diagnóstico é obrigatório. E mesmo neste caso, os indicadores confirmados não indicam a presença de patologias.

Uma mulher absolutamente saudável pode ter VHS durante a gravidez. E na presença de certas doenças, as análises podem não mostrar alterações.

Para verificar a presença de anormalidades no corpo, o médico avaliará simultaneamente os sinais sintomáticos e outros indicadores de teste e, se necessário, conduzirá exames complementares.

1. Para confirmar os processos inflamatórios, avalia-se o número de leucócitos no sangue, que neste caso será aumentado.

2. Para determinar a origem da patologia, a fórmula leucocitária é decifrada, o que permite determinar o tipo de leucócito predominante no sangue.

3. Processos inflamatórios e infecciosos do sistema urinário são determinados pela análise da urina. A presença de leucócitos na urina, proteína fala em favor de problemas com os rins ou bexiga. A presença de bilirrubina confirma a patologia hepática ou a destruição acelerada dos glóbulos vermelhos.

4. Determine a troca, problemas hormonais podem ser, depois de analisar o sangue venoso.

5. Para identificar infecções bacterianas, são tomadas urina, zaragatoas intestinais, órgãos genitais e garganta.

6. Em caso de anormalidades dos órgãos internos, um exame de ultrassonografia será necessário.

Se houver suspeita de patologias mais graves, o médico encaminhará você para uma consulta com um oncologista ou um imunologista, um endocrinologista.

Apenas com a ajuda de um exame abrangente, o médico será capaz de determinar a causa dos desvios na análise de uma mulher grávida.

Tendo recebido os resultados de pesquisas, não faça conclusões prematuras.

O conselho “verificado” dos amigos sobre a normalização da VHS durante a gravidez pode não só afetar de maneira imprevisível os resultados dos testes, mas também causar danos significativos.

Portanto, ouça apenas as conclusões dos médicos e seus sentimentos.

O que é ESR e porque este indicador é tão importante durante a gravidez

Em estudos de laboratório, a medição da VHS é feita primeiro. Os glóbulos vermelhos são partículas de sangue de uma tonalidade vermelha que são responsáveis ​​pelo transporte de oxigênio no corpo. As células são 70% de hemoglobina, então elas são vermelhas.

A VHS é um importante indicador bioquímico da velocidade dos glóbulos vermelhos no plasma sanguíneo. Durante a gravidez, especialmente no primeiro trimestre, o corpo feminino está passando por sérios ajustes. Portanto, é muito importante monitorar o nível de VHS por 2-3 semanas após a concepção. Se houver desvios da norma, você deve entrar em contato com seu médico.

O estudo da velocidade dos eritrócitos é um procedimento obrigatório durante o transporte de um bebê, para que todas as mulheres passem nos testes após a fertilização.

O valor do exame de sangue é extremamente importante para uma mulher grávida, porque, graças a ele, os médicos determinam se há alguma anormalidade no corpo. Uma diminuição no nível de glóbulos vermelhos indica que uma pequena quantidade de oxigênio está sendo fornecida ao feto. Tal processo patológico é repleto de falta de oxigênio. Nos estágios iniciais de desenvolvimento - é mortal para o feto.

Um nível elevado (55-60 mm / h) muitas vezes fala de processos inflamatórios dos órgãos internos. Tais problemas podem começar devido ao ingresso de bactérias nocivas no corpo ou ao mau funcionamento dos órgãos internos. Qualquer desvio no estudo é potencialmente perigoso para o bebê, portanto, todo trimestre deve ser submetido a um diagnóstico agendado e monitorar os valores clínicos.

Quais indicadores são considerados normais?

Para as meninas que não estão em posição, a taxa de sedimentação dos eritrócitos é de 15 a 17 mm / h. Após a concepção, os dados do bebê são alterados. Em cada trimestre, os valores mudam devido a mudanças cardinais no corpo. Nos primeiros meses a 12 semanas, o nível de VHS aumenta de 11 para 20 mm / h.

No segundo trimestre, a taxa de sedimentação de eritrócitos acelera para 22-23 mm / h. Ao final do rolamento do bebê, os valores atingem o nível máximo: 50 a 54 mm / h.

Às vezes, após a fertilização do óvulo, o nível de sedimentação dos eritrócitos pode cair significativamente e subir acentuadamente. Na maioria das vezes, os indicadores normalmente mantêm de 7 a 8 meses de carregar um bebê. E já em 36-37 semanas o nível gradualmente cresce.

É impossível estabelecer valores sanguíneos normais exatos durante a gravidez, uma vez que cada mulher tem indicadores individuais. Você só pode determinar os dados médios que indicarão o curso normal da gravidez.

É importante levar em consideração o fato de que altas taxas de velocidade (50-54 mm / h) são consideradas a norma apenas no final da gestação, de 28 para 38 semanas de gestação. Se o nível de VHS aumenta em 24-25 semanas, então isso é considerado um desvio e requer um exame adicional da menina em posição.

Métodos de medição ESR

Depois de conceber um bebê, uma menina deve passar por um hemograma completo 4 vezes durante toda a gravidez:

  1. Antes de colocar em registro na consulta feminina.
  2. 20 a 22 semanas após a fertilização.
  3. Às 26-30 ou 32 semanas.
  4. Nos últimos dias antes do nascimento.

Dependendo do equipamento e qualificações dos médicos, o teste é realizado de duas maneiras:

  • de acordo com Panchenkov (diagnóstico de sangue capilar),
  • em Westergren (diagnóstico de sangue de uma veia).

De acordo com o método de Panchenkov, o sangue coletado é colocado em uma pipeta capilar juntamente com citrato de sódio. Uma hora depois, o técnico de laboratório determina o quanto a coluna de hemácias caiu. Estes indicadores indicam a rapidez com que os eritrócitos se instalam nas paredes dos vasos sanguíneos. Às vezes, há erros no diagnóstico. Portanto, os resultados do primeiro teste nem sempre são precisos.

Ao realizar o teste de acordo com o método de VSG, a amostra é colocada em um tubo de teste de vácuo com um reagente (anticoagulante) e fixado em um tripé. Os resultados do teste são calculados automaticamente. Se de acordo com o método de Westergren para 33-34 semanas do desenvolvimento de um bebê, o nível ESR atingiu 57-59 mm / h, então isso indica o desenvolvimento da patologia dos órgãos internos.

Por que sobe

Os indicadores de VHS durante o dia podem variar de 18 a 27 mm / h - essa é a norma durante o parto.

As principais razões para aumentar a taxa de sedimentação das células sanguíneas incluemt:

  1. O aumento do fibrinogênio atinge seu máximo no terceiro trimestre. O hormônio é responsável pela taxa de coagulação do sangue. Esta é a norma para mulheres grávidas.
  2. Anemia As células vermelhas do sangue no corpo feminino são capazes de se deteriorar rapidamente e se desgastar. Portanto, o transporte de oxigênio para o feto está se deteriorando.
  3. Para os vegetarianos, o nível de VHS é sempre ligeiramente superior ao das mulheres que consomem produtos cárneos.

O alto nível de transporte de oxigênio (40-42 mm / h) geralmente indica um mau funcionamento do trato gastrointestinal. E também esses dados podem indicar o desenvolvimento de doenças infecciosas e virais. Portanto, se houver alguma anormalidade, é necessário fazer um diagnóstico adicional e verificar se existem processos patológicos no corpo da futura mãe. Você pode descobrir se há algum desvio nos resultados usando a tabela especial de decodificação de dados.

Por que está indo para baixo

Uma baixa taxa é observada nos estágios iniciais da gestação, embora normalmente deva aumentar. Na maioria das vezes, tais desvios são observados devido ao uso de drogas, com estresses frequentes e aumento da taxa de coagulação sanguínea.

No entanto, esses resultados nem sempre são inofensivos. Tais processos patológicos podem indicar o desenvolvimento de anemia, eritremia ou hipoglobulinemia no interior da menina.

A taxa de sedimentação eritrocitária é um dos principais indicadores que o obstetra-ginecologista observa durante o diagnóstico.

O que fazer se o ESR não for normal - o médico aconselha

Um pequeno desvio do nível normal de taxa de sedimentação de eritrócitos durante o período de gestação de um bebê geralmente não é considerado uma doença. Se tais resultados forem encontrados, o médico deve prescrever procedimentos adicionais para verificar se os exames de sangue são verdadeiros.

Se mudanças nos indicadores ocorreram devido a mudanças fisiológicas e psicológicas no corpo de uma mulher, então não há nada para se preocupar. Todos os resultados retornarão ao normal após o parto. Se ocorrer uma alteração no nível devido ao desenvolvimento de doenças graves, é necessário tratamento imediato do problema.

ESR - o que é isso

A abreviatura ESR refere-se à taxa de sedimentação dos eritrócitos. Это важнейший биохимический показатель крови, изменения которого часто указывают на развитие воспалительного процесса.Ao carregar um bebê, o corpo feminino está passando por um estresse grave, portanto, para monitorar a saúde da gestante, é necessário realizar regularmente exames de sangue. O estudo da VHS durante a gravidez é necessário. Essas células sangüíneas estão ativamente envolvidas no transporte do suprimento de oxigênio para todas as estruturas intra-orgânicas.

A parte principal dos glóbulos vermelhos é a hemoglobina, que dá o sangue dessa cor. O cálculo da taxa de sedimentação dos eritrócitos é realizado através da mistura de sangue com um anticoagulante, sob a influência de que os corpos de eritrócitos caem para o fundo do tanque. O número de estruturas eritrocitárias que caíram no sedimento em uma hora será um indicador do VHS. Evidentemente, é impossível diagnosticar qualquer patologia apenas pela velocidade com que ocorre a sedimentação dos eritrócitos. No entanto, suas alterações podem indicar o desenvolvimento de inflamação.

Taxa de sedimentação eritrocitária

Os corpúsculos de sangue dos eritrócitos realizam as funções mais importantes, fornecendo nutrição e oxigênio necessários às células do corpo. Eles são elásticos e não têm núcleos, o que lhes permite vazar pelas pequenas paredes capilares. A taxa de sedimentação de eritrócitos não se relaciona com parâmetros sanguíneos específicos e não é tratada separadamente, uma vez que, por vezes, aumenta por várias razões fisiológicas.

  • Por exemplo, em recém-nascidos, esse número é bastante baixo e, na adolescência, é igual ao VHS de um adulto. Na velhice, os glóbulos vermelhos começam a se estabelecer muito mais rapidamente, ou seja, o VHS aumenta.
  • Algumas condições fisiológicas também podem afetar este indicador, estamos falando de um aumento da VHS durante a gravidez. Ao carregar com o corpo feminino, há uma massa de mudanças que afetam o sistema hematopoiético.
  • Bioquímica de pacientes grávidas e não grávidas varia muito. Ao realizar um teste laboratorial de sangue, será visto que durante a gravidez os níveis de hemoglobina caem e o VHS aumenta. São os glóbulos vermelhos da mãe que fornecem ao bebê oxigênio e componentes nutricionais.

Os eritrócitos não vivem muito tempo, apenas 120 dias, após os quais morrem no baço ou no fígado, e em seu lugar surgem novos corpos vermelhos, que são produzidos nas estruturas da medula óssea. No sangue, eles estão em forma suspensa, não grudam e não podem ser atraídos, mas quando os glóbulos vermelhos entram no meio para que não sejam naturais, eles começam a se precipitar. Inicialmente, corpos eritrocitários fracos e danificados se acomodam.

Quando a bioquímica é investigada, o sangue é colocado em um tubo de ensaio e o citrato de sódio é adicionado para evitar sua coagulação. O biomaterial é assentado por uma hora, então a altura da coluna de sedimento, que foi formada durante a sedimentação dos glóbulos vermelhos, é registrada.

Sinais de ESR elevado

Se a taxa de sedimentação de eritrócitos tiver caído sob a influência de fatores patológicos, como lesões infecciosas, a gestante poderá notar o aparecimento de manifestações hipertérmicas e dores de cabeça, fraqueza excessiva ou calafrios, freqüentes batimentos cardíacos ou falta de apetite. Se tais sinais aparecerem, é necessária uma consulta urgente com um obstetra-ginecologista. Para um diagnóstico preciso, será necessário um exame e testes adicionais e procedimentos de hardware.

Diagnósticos adicionais

A taxa de eritrócitos é um indicador informativo, mas não pode atuar como evidência da presença de patologia. Para excluir resultados falso-positivos, o sangue deve ser re-passado. Se os indicadores também forem elevados, o médico avaliará a história para excluir fatores fisiológicos. Além disso, a mulher terá que passar por procedimentos diagnósticos adicionais.

Quando a inflamação no sangue aumentará os leucócitos. Para identificar a localização do processo patológico, será necessário decifrar a fórmula leucocitária. Um exame de sangue de uma veia permite identificar problemas hormonais ou de troca real. Um teste de urina ajudará a identificar inflamação e infecção no sistema urogenital, e se proteínas e leucócitos são encontrados na urina, então as causas devem ser procuradas em patologias urinárias e renais. A presença de bilirrubina na urina indica problemas hepáticos ou desintegração acelerada dos eritrócitos.

Os esfregaços bacterianos da garganta, intestinos, urina ou vagina permitirão detectar uma infecção bacteriana. Diagnósticos adicionais por ultrassonografia são usados ​​para determinar patologias intraorgânicas. Se o médico tiver alguma preocupação, ele encaminhará a gestante para consulta endocrinológica, imunológica ou oncológica a um especialista especializado.

Como normalizar

Apenas o médico deve decidir o que fazer quando a taxa de sedimentação de eritrócitos é aumentada. Se as mudanças com os indicadores foram provocadas por fatores patológicos, então será necessária uma terapia médica apropriada. Com anemia, vitaminas e preparações de ferro são prescritos, a dieta da mulher grávida é ajustada. Se o ESR caiu abaixo da influência da imunidade patologicamente débil, então a mulher grávida terá de reconsiderar o regime de dia e descansar mais, andar no ar puro e comer completamente.

Em alguns casos, receitas populares como caldo de beterraba ou chá de tília, infusão de calêndula ou camomila, etc., ajudarão a ajustar a VHS. Mas esses métodos inofensivos de tratamento devem ser aprovados por um especialista, já que durante a gravidez a auto-medicação pode prejudicar não apenas a mãe, mas também o bebê.

Se você identificar aumento das taxas de sedimentação eritrocitária não pode entrar em pânico, especialmente grávida. Freqüentemente, tal sinal diagnóstico tem uma origem fisiológica completamente pacífica e não ameaça nem a mãe nem o bebê que cresce dentro dela.

A norma de ESR em uma mulher não grávida

ESR é a reação de sedimentação de eritrócitos. Em uma mulher não grávida, o VHS atinge 15 mm / h. É indicativo de aumentos não grávidas, se:

  • Existe um processo inflamatório.
  • Um tumor se desenvolve.
  • Uma mulher tem uma doença renal grave.
  • Existe anemia.
  • Há hemorragia pesada, inclusive menstrual.

No caso em que uma mulher na análise aumenta a quantidade de proteína no sangue, enquanto aumenta significativamente a viscosidade do sangue, então o nível de ESR diminui. Na análise leva em conta o fato de que modo de vida é uma mulher. Muitas vezes, baixa VHS é observada em mulheres que estão constantemente em dietas e quase morrendo de fome.

A taxa de VHS durante a gravidez

Em mulheres em posição, o indicador ESR aumenta significativamente, pode chegar a 45 mm / h. Nos primeiros 6 meses de gravidez, o VHS é reduzido, mas nem sempre, tudo depende das características individuais do corpo da mulher. Para alguns, pelo contrário, o ESR aumenta. No último trimestre, em quase todas as mulheres, o nível de VHS aumenta, então os números estão acima da norma três vezes, eles permanecem por algum tempo após o parto.

Às vezes a VHS durante a gravidez é determinada incorretamente, a fim de confirmar ou refutar a análise, é necessário refazê-la, é melhor em uma clínica especializada.

Como o ESR é determinado?

A mulher toma sangue, em seguida, os anticoagulantes são adicionados, a análise é deixada por uma hora. Depois disso, o assistente de laboratório realiza pesquisas. No tubo de ensaio, duas camadas de sangue são visíveis - o plasma está no topo e os glóbulos vermelhos estão no fundo do tubo. Uma hora depois, estima-se o quão rápido os eritrócitos se estabelecem, para esta medida, a altura da camada de plasma. Este indicador é a taxa de sedimentação de eritrócitos.

O que determina a taxa de VHS durante a gravidez?

É importante considerar o período em que a gestante está localizada. Acima, é descrito em qual trimestre diminui, e em que o nível de ESR aumenta. Igualmente importantes são as características individuais do corpo de cada mulher.

Os níveis de ESR podem aumentar devido aos seguintes fatores:

  • A hemoglobina diminui.
  • O número de leucócitos aumenta.
  • A composição da proteína muda.

Alguns especialistas durante a gravidez acreditam que a taxa de ESR será de 60 mm / h, mas este não é o caso. A norma é ESR não superior a 45 mm / h. Se o indicador não cumprir a norma, pode-se suspeitar de anemia, na qual o sangue é significativamente diminuído e a VHS aumenta.

Causas de aumento de VHS durante a gravidez

Nem sempre as mudanças no exame de sangue são a norma. CoE pode aumentar devido a tais doenças e condições:

  • Durante ou após uma infecção do trato respiratório, bem como um processo inflamatório no ureter.
  • No caso da tuberculose pulmonar.
  • Por causa da hepatite viral.
  • Em caso de infecção fúngica.

Especialmente perigoso quando mudanças na análise laboratorial indicam um tumor maligno:

  • Na leucemia.
  • No linfoma.
  • Para mieloma.
  • Em plasmacytoma.

Às vezes, a ESR durante a gravidez pode aumentar devido a doença pulmonar brônquica, também com problemas nas glândulas mamárias, com a nasofaringe e com o cólon.

O nível de VHS pode aumentar se uma gestante tiver doenças reumatológicas - arterite temporal, reumatismo, lúpus eritematoso sistêmico.

Patologias graves dos rins, que muitas vezes são exacerbadas durante a gravidez, podem provocar um aumento acentuado da VHS. Alterações nos testes laboratoriais indicam pielonefrite, síndrome nefrótica, glomerulonefrite.

Causas raras de aumento da VHS durante a gravidez

Em alguns casos, o indicador muda devido ao processo inflamatório nos órgãos pélvicos - com prostatite e adnexite. Também durante a gravidez, a vesícula biliar, o pâncreas e o intestino grosso podem estar inflamados.

Altos níveis de VHS podem ser desencadeados por doenças concomitantes, como amigdalite, otite, sinusite e cárie. Às vezes a VHS é aumentada devido às veias varicosas, que muitas vezes aparecem durante a gravidez, porque a circulação sanguínea é perturbada e as pernas têm uma carga significativa.

Deve-se ter em mente que, nos exames de sangue, o aumento da VHS será visível apenas um dia após a infecção. Análise imediata não mostrará nada. Às vezes, uma taxa alta em mulheres grávidas é provocada por um forte toxicosis, helmintíase, uma doença alérgica.

VHS durante a gravidez: o que é considerado normal

Indicadores de VHS de 3 a 15 mm / h são considerados a norma para mulheres não grávidas que não se queixam de saúde. O que pode afetar a mudança no valor quantitativo de ESR? Melhorar a taxa de sedimentação dos glóbulos vermelhos contribuem para:

  • doenças que acompanham a resposta inflamatória,
  • características funcionais do sistema hormonal,
  • desenvolvimento de neoplasias tumorais no corpo,
  • doenças do aparelho geniturinário
  • anemia,
  • sangramento de várias origens (inclusive menstrual).

Os indicadores de ESR são subestimados quando a estrutura dos glóbulos vermelhos é perturbada como resultado da viscosidade excessiva do sangue, que é causada por muita proteína em sua composição. Vegetarianos e pessoas em uma dieta apertada, ESR, por via de regra, também se reduz.

A taxa de VHS na gravidez 7 - 45 mm / h. Este número pode diminuir e crescer até o nascimento de uma criança. Nos primeiros seis meses da vida pré-natal do bebê, o ESR aumenta gradualmente. No entanto, o corpo de uma gestante obedece nem sempre claro para nós as leis da natureza, portanto os indicadores de taxa de sedimentação de eritrócitos em algumas mulheres, ao contrário, são reduzidos neste momento. Quanto menos tempo resta antes da entrega, maiores são os indicadores de ESR. Na véspera do aparecimento das migalhas, o ESR aumenta 3 vezes em comparação com os valores originais. Um ligeiro aumento na taxa de sedimentação dos glóbulos vermelhos também é observado na primeira semana após o nascimento.

Há também erros quando o médico duvidará da veracidade dos indicadores da ESR. É possível refutar ou confirmar o comprometimento da saúde da gestante com base nas informações transportadas pela ESR por meio de uma análise repetida. É melhor confiar o procedimento a outro laboratório.

ESR alta durante a gravidez: por que isso acontece

ESR pode mudar durante o dia: como regra, as taxas aumentam durante o dia. Há muitos fatores que podem afetar o aumento da taxa de sedimentação dos glóbulos vermelhos em uma mulher em posição. Vamos indicar as principais razões que sempre aumentam a VHS no sangue durante a gravidez:

  1. Um aumento no nível de fibrinogênio no sangue, que atinge o pico no terceiro trimestre. O fibrinogênio é responsável pela coagulação do sangue. Isso é normal para uma mulher que está esperando um filho: é assim que seu corpo se prepara para uma resposta adequada ao sangramento repentino - a complicação mais perigosa da gravidez.
  2. Anemia na futura mãe. Os eritrócitos do organismo materno, que administram oxigênio ao feto, estão sujeitos à rápida deterioração e destruição. A produção rápida de novas células sanguíneas é dificultada pelo alto consumo de nutrientes e vitaminas.
  3. Nas futuras mães que preferem alimentos vegetais, a VHS é sempre maior do que naquelas gestantes cuja ingestão de carne faz parte de sua ração diária.

O que fazer se o aumento da VHS durante a gravidez ultrapassar a marca de 45 - 50 mm / h? Isso não significa que você precisa esperar diagnósticos terríveis! É provável que o médico ofereça ao seu paciente um exame adicional para doenças, cujo desenvolvimento e curso são acompanhados por um processo inflamatório.

Elevada VHS durante a gravidez, em alguns casos, indica um metabolismo perturbado na futura mãe, bem como doenças infecciosas que podem ser acompanhadas por degradação do tecido e aparecimento de tumores malignos.

Pin
Send
Share
Send
Send